7 coisas que precisamos saber sobre o Tribunal de Cristo - Rádio Louvores ao Rei

Mundo Cristão

09/09/2016 às 21h35 - Atualizada em 09/09/2016 às 21h35

7 coisas que precisamos saber sobre o Tribunal de Cristo

Redação
Minas Gerais - MG

7 coisas que precisamos saber sobre o Tribunal de Cristo

“Porque todos devemos comparecer ante o Tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, bem ou mal.” (2 Coríntios 5.10)


O pecado da humanidade foi julgado no Gólgota, através do sacrifício de Jesus Cristo (João 1.29; João 3.16; 1 João 2.2). Como que por um homem entrou o pecado no mundo (Romanos 5.12), por meio de Cristo o pecado de todos foi perdoado (2 Coríntios 5.17-21). Porém, após o arrebatamento da igreja, as obras dos salvos serão julgadas e prestaremos contas do serviço prestado a Deus. Este julgamento é chamado de Tribunal de Cristo.


Conheça agora 7 coisas que precisamos saber sobre o Tribunal de Cristo:


1. O TRIBUNAL DE CRISTO NÃO É O JUÍZO FINAL – O Juízo Final e o Tribunal de Cristo são julgamentos diferentes. O Juízo Final é o julgamento dos ímpios, que também serão julgados segundo as suas obras, mas para condenação eterna (Apocalipse 20.11-15). Os salvos em Cristo não serão julgados no Juízo Final, pois a palavra afirma que não há condenação para quem está em Cristo (Romanos 8.1). Por sua vez, o Tribunal de Cristo servirá para julgar as obras dos salvos, com o objetivo de recebermos do Senhor o galardão (2 Coríntios 5.9,10; Romanos 14.10-12) . Esse julgamento tem o objetivo de avaliar o trabalho de cada cristão.


2. O TRIBUNAL DE CRISTO É PARA A IGREJA – Como o objetivo do Tribunal de Cristo é julgar as obras, sendo boas ou más, e entregar o galardão para os salvos, este julgamento é exclusivo para a Igreja. Jesus disse: “E eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo para dar a cada um segundo a sua obra” (Apocalipse 22.12). Os crentes serão recompensados no Tribunal de Cristo, recebendo galardão da parte do Senhor (I Coríntios 9.4-27; II Timóteo 2.5). Há na palavra de Deus várias menções de salvos recebendo coroas (II Timóteo 2.5; II Timóteo 2.4-8; Tiago 1.12; I Pedro 5.4 e Apocalipse 2.10).


3. NO TRIBUNAL DE CRISTO JÁ ESTAREMOS GLORIFICADOS – O único requisito para recebermos a salvação é crermos em Jesus Cristo como único e suficiente salvador (João 3.16-36). Desta forma, quando aceitamos a Jesus Cristo, obtivemos a certeza da vida eterna (João 5.24; Romanos 10.9,10). A nossa glorificação ocorrerá no momento do Arrebatamento da Igreja (1 Coríntios 15.51,52).


4. ELE OCORRERÁ APÓS O ARREBATAMENTO – O Tribunal de Cristo ocorrerá logo após o Arrebatamento da Igreja. Conforme Jesus afirma, a recompensa pelas nossas obras será entregue após a ressurreição dos justos (Lucas 14.14). Todos os salvos, de todas as épocas, participarão do Tribunal de Cristo para receber o galardão (2 Timóteo 4.8; Apocalipse 22.12). Os participantes desse julgamento serão julgados pelas suas obras, pelo quanto trabalharam para o Reino de Deus.


5. O VALOR DO SERVIÇO CRISTÃO NO TRIBUNAL DE CRISTO – Segundo o apóstolo Paulo descreve em 1 Coríntios 3.9-15, a obra do cristão tem valor conforme o fundamento utilizado, as ferramentas que para exercer o ministério. Desta forma, o valor de cada ferramenta dependerá do material que usará para exercitar seu chamado. É preciso que o cristão utilize corretamente os dons ministeriais, tenha uma boa conduta diante dos santos, trate os irmãos na fé com dignidade, entre outros aspectos. No texto de 1 Coríntios 3.12 o apóstolo Paulo mencionou seis diferentes materiais, de forma figurativa, representando os elementos que são utilizados para edificação do Reino de Deus. Os materiais são: ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno e palha. Todos passarão pelo fogo do julgamento.


6. SEREMOS JULGADOS POR TUDO QUE TIVERMOS FEITO – No Tribunal de Cristo os salvos serão julgados quanto a tudo que tiverem feito a partir da conversão. Jesus ensina na parábola das dez minas sobre o emprego dos dons e talentos para a edificação do Reino de Deus (Lucas 19.13). No ensinamento de Cristo aprendemos que teremos de prestar contas quanto as nossas obras (Lucas 16.2).


7. O TRIBUNAL DE CRISTO REVELARÁ AS INTENÇÕES – O Tribunal de Cristo servirá para revelar as intenções do coração dos salvos. Desta forma, quem trabalhou buscando a aprovação dos homens, certamente irá se decepcionar quanto a sua recompensa. No Tribunal de Cristo todas as nossas obras serão apresentadas e os resultados, bem como a avaliação do nosso trabalho para Deus.

Com informações: marcofeliciano.com.br

Comentários

Veja também

Publicidade
Novidades em seu email
Mural de recados
NOSSOS PARCEIROS
Ouça nossa rádio em seu tablet ou celular Android

radiosaovivo.net

Tunein

Rádios Online Brasil

Melhores Rádios
No seu PC
© Louvores ao Rei 2015 - 2018 :: Todos os direitos reservados